23 Junho, 2005

de Sally Mann uma "iluminante" admirável